Lazar Rosic, central sérvio de 23 anos, é reforço do SC Braga para as próximas cinco temporadas, depois de a SAD ter chegado a acordo com o FK Vojvodina para a transferência do jogador. Rosic, formado no Radnicki, é um defesa com histórico nas seleções jovens da Sérvia e por muitos apontado como o futuro da equipa nacional.

O central junta-se agora ao grupo às ordens de José Peseiro e já falou ao www.scbraga.pt, numa conversa que exigiu intérprete, mas que desvenda as ambições do mais recente reforço do SC Braga.

 

O que significa a oportunidade de jogar no SC Braga?

Tem um grande significado. Chego a este clube com muita vontade e acredito que vou conseguir mostrar o meu valor.

Que conhecimento tem do clube?

Quando soube que havia interesse procurei muita informação sobre o clube, acompanhei sobretudo a segunda volta da última temporada e gostei muito dos resultados da equipa, concretamente na Liga Europa. Depois também falei com o Stojiljkovic e o Vukcevic, fiquei bem impressionado e espero poder dar o meu contributo para ajudar.

Que lhe disseram Stojiljkovic e Vukcevic?

Disseram-me que é um clube fantástico, muito organizado, falaram-me muito bem, até sobre os títulos que a equipa tem conquistado. Fiquei convencido de que temos todas as condições aqui.

A evolução de Stojiljkovic, que chegou à seleção já enquanto jogador do SC Braga, é um exemplo?

É um grande passo para mim, espero que com as oportunidades de jogar no SC Braga chegue também a possibilidade de ser convocado para a seleção. Espero aproveitar.

Como se apresenta como jogador?

Gosto de participar no jogo, sou um defesa que sempre que pode também tenta atacar e marcar golos, sabendo que a minha principal função é defender e iniciar os ataques.

Que objetivos tem para esta época?

Tentaremos o melhor possível no campeonato português, também na Liga Europa. Da minha parte, procurarei ajudar, é para isso que cá estou.

A língua é uma barreira nesta fase?

Não, claro que tenho o objetivo de aprender o mais depressa possível, mas terei o Stojiljkovic e o Vukcevic para me ajudarem nesta fase, isso será fundamental. Mas quero aprender a língua depressa.

É um central habituado a marcar golos. É uma especialidade?

Gosto de marcar golos e desde miúdo que procura estar lá na frente quando há bolas paradas, seja cantos ou livres. Os treinadores também procuram isso em mim.