Alan, um dos símbolos maiores da história do SC Braga, oficializou hoje o fim da sua carreira de jogador. Aos 37 anos, o camisola 30 que marcou uma era no clube que serviu durante nove temporadas confirmou também que o futuro passa pelos Gverreiros do Minho, mas agora em novas funções. António Salvador subiu ao palco do Auditório do Estádio Municipal para anunciar que Alan passa a ser o responsável pelas Relações Institucionais do SC Braga, o que significa a representação do clube nas mais variadas instâncias nacionais e internacionais, associada a uma presença diária junto das várias equipas do SC Braga, nomeadamente das suas camadas mais jovens. Alan será um dos rostos da marca e um embaixador ativo na promoção e divulgação do clube e dos seus protagonistas.

“O Alan ajudou este clube a ser tão grande como é. Para além de grandes jogadores, o SC Braga tem jogadores com mística. O Alan tem isso. Precisamos de símbolos e de património humano. Chegou o fim o ciclo de um grande jogador, mas vai continuar a servir o clube”, elogiou António Salvador, num discurso emotivo, que Alan também não contornou: “Com muita alegria e um pouco sentimento de tristeza estou aqui a encerrar a carreira como jogador. Foi pensado com a família, passei momentos difíceis para tomar esta decisão, o meu filho ia entrar em depressão e tudo”, brincou o ex-jogador, que se identificou com o projeto e com o desejo de continuar a servir o SC Braga: “O presidente fez uma proposta, um projeto e, como sempre disse que aqui é a minha casa, aceitei. Tive propostas para continuar a jogar, mas esta é a minha casa e é aqui que vou ficar. Vou dar o meu máximo e espero que o futuro seja sorridente como foi em campo.”

Presente na conferência esteve todo o plantel, que posou para a foto de família final num dia de grandes emoções, mas que marca apenas a transição numa longa história deste relacionamento entre o SC Braga e Alan.