A SC Braga, SAD anuncia que chegou a acordo com o Atlético Madrid para a cedência, por uma época desportiva, de André Moreira. O guarda-redes de 21 anos reforça assim os Gverreiros do Minho, tendo-se já juntado ao grupo comandado por Abel Ferreira. Internacional sub-19, sub-20 e sub-21 por Portugal, o jogador natural de Ribeirão deu conta ao scbraga.pt da motivação com que encara esta nova etapa na sua carreira.

Como se colocou a possibilidade de vir para o SC Braga e o que levou a tomar esta decisão?

Sabia que o SC Braga já acompanhava o meu percurso há alguns anos. Inclusive já fiz alguns treinos aqui no passado e acabou por ser uma situação natural. Entraram em contacto comigo e para mim não foi difícil dizer que sim a um clube grande como este.

Estava destinado a jogar no SC Braga?

Pode dizer-se que sim. Sinto que estou ligado ao SC Braga desde o início da minha carreira, em virtude de, como disse, ser um clube que acompanhou de perto o meu percurso.

O que projeta para esta temporada?

Estava a precisar de um clube ambicioso e no qual possa determinar metas altas. É um passo importante, seguro e que tem tudo para correr bem.

Estar perto de casa é um bónus?

É a primeira vez que vou estar perto de casa nos últimos três anos. Penso que vai ser importante porque, de certa forma, ultrapasso a etapa da adaptação.

Conhece o grupo do SC Braga e os guarda-redes que o compõem. O que espera desta “luta” interna?

Conheço bem os guarda-redes com quem vou trabalhar. O SC Braga sempre teve bons elementos na baliza e estou focado em ser mais um e ajudar o clube a atingir os seus objetivos.

O SC Braga tem histórico na projeção de guarda-redes para as seleções nacionais. Isso motiva-o?

Felizmente já tive a oportunidade de estar na seleção e é claro que um dos meus principais é voltar lá. Acredito que o SC Braga me pode dar isso, consciente de que tudo depende do meu trabalho. Já ninguém duvida da ascensão que o clube teve e de que é o quarto grande em Portugal. É um grande trampolim para os jogadores e eu, querendo projetar-me, estou convicto de que é o clube certo.

Conhece a realidade do SC Braga e o seu contexto. Que palavra pode deixar aos adeptos?

É do conhecimento geral que estamos perante uma massa adepta exigente. Outra coisa não seria de esperar num clube tão grande como este. De mim, podem esperar o máximo. Sei que as expectativas estão altas, mas estou preparado para corresponder. Acredito que tudo vai correr bem.