Dois jogos com adversários algarvios… duas reviravoltas. Depois de terem operado uma ‘remontada’ épica perante o líder Portimonense SC, o SC Braga B recuperou esta quarta-feira de nova desvantagem, vencendo o já despromovido SC Olhanense por 3-1. Tomás Martínez – com dois livres diretos superiormente cobrados – e Lucas, da marca de grande penalidade, fizeram os golos dos Gverreiros do Minho.

Em mais uma vitória amplamente justa e convincente, o SC Braga B acabou por dar uma parte de avanço a um adversário solto e atrevido, apesar do momento delicado que vive em virtude da já consumada descida de divisão. Apática e sem ideias, a equipa de Abel Ferreira raras vezes incomodou o SC Olhanense e foi com alguma justiça que os rubro-negros chegaram à vantagem por Salim Cissé (28′).

O intervalo acabou por fazer bem aos gverreiros, que regressaram mais rápidos, inspirados e determinados em mudar o rumo dos acontecimentos. Abel Ferreira foi alterando as peças do xadrez e a sua equipa foi dominando por completo o encontro. A chave do jogo acabaria por estar no pé esquerdo de Tomás Martínez que, com dois livres diretos superiormente cobrados, consumou a reviravolta para os gverreiros. Pelo meio, o SC Olhanense ficou reduzido a dez unidades por expulsão de Hélder Cabral. O SC Braga B acabaria por selar a vitória em novo lance de bola parada, com Lucas a cobrar com sucesso uma grande penalidade cometida sobre o próprio. Até final, destaque para a expulsão de Rúben Alves, que viu o cartão vermelho direto por uma entrada dura a meio-campo.

Com este triunfo o SC Braga B sobe ao 5.º lugar da Ledman LigaPRO com 55 pontos. A equipa de Abel Ferreira conta com o 2.º melhor ataque da prova com 55 golos marcados. Na próxima ronda, disputada na próxima segunda-feira, os Gverreiros recebem a Académica de Coimbra no Estádio 1.º de Maio.

Ficha de Jogo

Onze inicial: Tiago Pereira, Anthony D’Alberto, Inácio, Lucas, Thales, Bruno Jordão (Simão, 55’), Didi, Joca, Tomás Martínez, Luther Singh (Rúben Alves, 80′) e Ogana (Piqueti, 60’)

Suplentes: Clemente, Simão, David Kong, Edelino Ié, Rúben Alves, Piqueti e Leandro

Golos: Cissé (28′), Tomás Martínez (68′ e 72′) e Lucas (83′ g.p)