A SC Braga, SAD anuncia que assinou com o jogador Claudemir um contrato válido para três temporadas, ou seja, até 2021. O médio brasileiro de 30 anos, proveniente do Al-Ahli, vai vestir a camisola 25 e junta-se de imediato ao plantel orientado por Abel Ferreira.

Com décadas épocas de experiência no futebol europeu (Vitesse, FC Copenhaga e Club Brugge), Claudemir soma também 52 jogos nas competições da UEFA (entre Champions League e Europa League), tendo no currículo títulos nacionais na Dinamarca e na Bélgica.

Um quadro que não retira ambição nem motivação ao jogador baiano. “Estou muito feliz por assinar com o SC Braga, é sem dúvida um grande desafio na minha carreira. Sempre acompanhei o futebol português e estou muito feliz por estar aqui. Venho motivado em ajudar a equipa a fazer uma bela caminhada e a atingir os seus objetivos”, projetou: “Tenho 30 anos e ainda possuo muitos objetivos para a minha carreira. Considero que com esta idade a experiência é maior, acho que isso pode ser um ponto a favor. Felizmente nas equipas por onde passei conquistei sempre títulos e espero que este ano também os possa conquistar”.

Claudemir apresenta-se como um guerreiro. “Podem esperar um jogador com muita vontade, que vai procurar dar sempre o melhor nos treinos e nos jogos. Um jogador com muita raça, que gosta de falar bastante dentro de campo e que vem para ajudar muito os seus companheiros”, atira, mostrando-se esperançado em acrescentar título ao seu palmarés. “A ambição da equipa, a sua organização e o facto de almejar conquistar títulos foram fatores que me fizeram vir para cá. De momento ainda não conheço muitos jogadores pois estava num campeonato completamente diferente, mas o objetivo é começar a treinar e adaptar-me ao resto do grupo o mais rapidamente possível”.

O médio não renega as origens, mas reconhece que já tem muito de Europa no seu futebol. “O sangue é brasileiro, mas tenho a certeza que a experiência europeia vai ajudar muito na adaptação. Já joguei três Champions League na minha carreira, duas Champions League na Ásia também, e espero conquistar mais coisas aqui no SC Braga, conseguindo primeiramente uma vaga na fase de grupos da Liga Europa e, quem sabe, algo mais no futuro.”