O SC Braga recebeu e venceu o Vitória FC por três bolas a uma, em jogo referente à 22.ª jornada da Liga NOS. Ao desapontante desaire no Dragão, a equipa de Abel Ferreira respondeu de forma absolutamente afirmativa, somando um importante triunfo – e confiança renovada – antes da viagem a Marselha.

O conjunto bracarense entrou a todo o gás na partida, dando mostras de querer marcar e – quem sabe – resolver cedo um encontro que se esperava de dificuldade elevada. Assim sendo, e depois de ter desperdiçado duas grandes oportunidades, o SC Braga chegou mesmo ao golo na sequência de um pontapé de canto, aos 25 minutos. O autor? Adivinhe… Sim, o inevitável Raul Silva. Quatro minutos depois, cheirou novamente a golo na Pedreira, mas Cristiano negou o golo a Paulinho.

A entrada no segundo tempo voltou a ser forte e houve mesmo novo golo a favor dos bracarenses. Contudo, o VAR interveio e anulou o golo a Dyego Sousa por fora de jogo. Apostada em ‘matar o jogo’, a equipa de Abel Ferreira não tirou o pé do acelerador e o 2-0 chegou com alguma naturalidade. Da marca dos onze metros – após falta de Patrick sobre Raul Silva – Paulinho não vacilou e apontou o 11.º golo da temporada. Não satisfeitos, os Gverreiros do Minho continuaram na procura da baliza contrária e Esgaio apontou mesmo o terceiro, coroando assim mais uma grande exibição. Até final, houve tempo para o Vitória FC reduzir por intermédio de André Pereira (87′).

Contas feitas, décima quarta vitória caseira em dezoito jogos para o SC Braga em todas as competições. Segue-se o Olympique de Marseille, no Stade Vélodrome, para a primeira mão dos 16 avos de final da UEFA Europa League,