Dyego Sousa, avançado de 27 anos que o SC Braga anunciou em janeiro como reforço para as próximas temporadas, está desde ontem integrado nos trabalhos do plantel de Abel Ferreira e apresentou-se ao scbraga.pt como reforço dos Gverreiros do Minho.

Com uma experiência já longa em Portugal, como explica esta mudança para o SC Braga?

É um salto que eu sempre almejei para a minha carreira, poder entrar num grande clube europeu. Tenho vindo a progredir, esta é uma experiência nova e que eu acredito que será boa, é uma experiência que quero agarrar. Tive outras propostas, de outros clubes, de outros países também, mas optei por vir para o SC Braga, pela dimensão que o clube tem. Percebi a ambição do Presidente e vai de encontro aos meus objetivos também.

Agora que cá está, é uma realidade muito diferente?

É um mundo novo, um clube grande, onde os jogadores estão sempre apoiados, nas mais pequenas coisas, nas coisas mais simples. Já percebi que o clube é grande e há quem pense que isso não faz diferença, mas faz.

Como está o Dyego Sousa depois destes meses que viveu?

Estou bem fisicamente, nunca parei e não pretendo parar. Espero que corra tudo bem, que a decisão seja favorável e que eu possa voltar o mais depressa possível, porque já tenho saudades de jogar. Errei, assumi e assumo o meu erro. Já tive a oportunidade de jogar e não tive mais um amarelo sequer, não tive nenhum comportamento comparável. Tanto que não tenho recebido críticas, mas antes apoio e incentivos, muitos deles vindos já dos adeptos do SC Braga.

Isso significa que há expectativas altas?

As pessoas abordam-me, dizem-me que eu vou ser um jogador importante para a equipa. Isso motiva-me ainda mais e quando puder jogar vou tentar não defraudar as pessoas, inclusive as pessoas que eu não conheço e que me têm apoiado muito. O Dyego vai estar com a cabeça aqui, a 100 por cento, nos treinos e quando tiver a minha oportunidade para jogar. Vou ajudar dentro e fora do campo, sinto que vamos formar um grupo firme, forte e unido. Espero contribuir para isso.

Como avalia o grupo do SC Braga?

O Presidente tem reforçado bem a equipa. Se o SC Braga já tinha uma boa equipa, o Presidente tem contratado bons jogadores, que já são conhecidos e que se destacaram. Isso é importante na adaptação e o SC Braga tem uma estrutura enorme, pelo que não há qualquer dificuldade para quem chega. Se nos conseguimos destacar em clubes inferiores, não há como chegar ao SC Braga e não nos destacarmos também.