Gent

Gent

  • 32', 40'
2 : 2
SC Braga

SC Braga

  • Stojiljković 14'
  • Hassan 36'
Gent

Gent

VS
SC Braga

SC Braga

  • 16Remates 9
  • 70Posse de Bola 30
  • 14Faltas 18
  • 5Cantos 1
  • 2Cartões Amarelos 2
  • 0Cartões Vermelhos 0
14min
Golo Stojiljković
36min
Golo Hassan
90 +2min
Cartão Amarelo Matheus Magalhães
90 +3min
Cartão Amarelo Assis
SC Braga

SC Braga

92

Matheus Magalhães

Guarda-redes

15

Baiano

Defesa

3

Lazar Rosić

Defesa

87

Marcelo Goiano

Defesa

14

Assis

Médio

35

Nikola Vukcević

Médio

21

Ricardo Horta

Médio

9

Hassan

Avançado

19

Stojiljković

Avançado

7

Wilson Eduardo

Avançado

65 min

Artur Jorge

Privado: André Pinto

image
76 min

Rui Fonte

Hassan

image
89 min

Pedro Santos

Ricardo Horta

image

Resumo

Gent e Braga empataram 2-2 no Grupo H e adiaram para a última jornada a decisão sobre a equipa que vai acompanhar o Shakhtar na passagem aos 16 avos-de-final da UEFA Europa League.

A equipa portuguesa, que conservou o segundo lugar, ganhou vantagem aos 14 minutos. Ricardo Horta tentou a sorte de fora da área, o guarda-redes Yannick Thoelen não conseguiu segurar e Nikola Stoiljković aproveitou para marcar na recarga.

O Gent tinha mais posse de bola e beneficiou da passividade da defesa do Braga para empatar aos 32 minutos, quando Kalifa Coulibaly controlou a bola com o peito e bateu Matheus com um espectacular remate acrobático.

Os homens de José Peseiro não se deixaram abater e voltaram a marcar três minutos depois. Wilson Eduardo rematou de ângulo reduzido, Thoelen voltou a não segurar, o defesa Stefan Mitrović falhou o alívio e Ahmed Hassan, de regresso à titularidade, fez o 2-1.

A primeira parte foi alucinante a cinco minutos do intervalo houve novo golo. Renato Neto tentou a sorte de meia distância, Matheus não conseguiu segurar a bola e Danijel Milicevic fez o 2-2.

O Braga dispôs de uma grande oportunidade para recuperar a vantagem aos 57 minutos, numa jogada confusa na área do Gent, com várias oportunidades e Pedro Tiba a rematar forte, mas a bola foi devolvida pela trave com estrondo.

A segunda parte revelou-se um contraste absoluto relativamente à primeira, com poucas jogadas de perigo. A emoção só voltou aos 74 minutos, quando Ricardo Horta desmarcou Hassan, mas o egípcio permitiu o corte de um defesa após correr meio-campo com a bola. A equipa de Hein Vanhaezebrouck ainda ameaçou aos 82 minutos, mas o remate de Milicevic saiu por cima da trave.