O SC Braga venceu, este domingo, o CA Ouriense por 0-4, em jogo correspondente à 1ª mão das meias-finais da Taça de Portugal Allianz. A formação liderada por Miguel Santos efetuou um futebol perfumado e conquistou uma vitória que coloca as Gverreiras do Minho praticamente na final desta prestigiada competição nacional.

O SC Braga entrou determinado a mostrar o seu valor e a confirmar o favoritismo nesta eliminatória. Logo aos 3 minutos, Vanessa Marques causou o primeiro susto à defesa do CA Ouriense com um remate fortíssimo travado por uma excelente defesa de Barbex. Com uma pressão alta, as Gverreiras foram-se apoderando do meio-campo adversário e o golo já se ia prevendo no Campo da Caridade. À passagem do minuto 8’, Laura Luís, como já nos habituou, mostrou frieza e colocou a legião bracarense em vantagem no marcador. O SC Braga não relaxou e, apesar da combatividade da equipa visitada, voltou a marcar. Andreia Norton, após uma finta magnífica, foi derrubada dentro da grande área e a árbitra da partida não teve dúvidas em apontar para a marca da grande penalidade. Aos 25’, Dolores Silva não tremeu na conversão e fez o segundo do clube minhoto. Até ao intervalo, o conjunto arsenalista dispôs de várias oportunidades, mas não conseguiu alterar o placar.

No segundo tempo, o Ouriense mostrou-se disposto a lutar por outro resultado, mas as Gverreiras continuaram a exibir-se a grande nível. A formação visitada foi atrevida e conseguiu por vezes chegar com perigo à baliza de Rute Costa – um facto de louvar para uma formação que atua no Campeonato de Promoção. No entanto, o SC Braga mostrou-se mais eficaz e dilatou a vantagem. Andreia Norton, aos 78′, não tremeu e na cara de Barbex fez o terceiro do conjunto minhoto. Quatro minutos depois, após um cruzamento com conta, peso e medida de Diana Gomes, Edite Fernandes cabeceou de forma exímia para o fundo das redes, fixando o marcador em 4-0.