José Gonçalves (na foto) sagrou-se campeão SC Braga de Boccia da época 2016-2017, ao vencer o campeonato interno do clube, que decorreu entre novembro de 2016 e julho de 2017, disputado por 17 atletas num total de 137 jogos realizados ao longo de 4 jornadas.

José Gonçalves e o seu parceiro de competição Paulo Correia obtiveram um total de 110 pontos, correspondentes a dois primeiros lugares e a dois segundos lugares nas quatro jornadas realizadas. José Gonçalves encerra, assim, um ano extraordinário com mais este título, após os brilhantes resultados obtidos nas provas federadas nacionais e na chamada à seleção nacional.

Mário Peixoto, vencedor da última edição da prova, desta vez obteve o título de vice-campeão SC Braga de Boccia 2016-2017, tendo vencido esta última jornada, a qual valia o quádruplo dos pontos. Assim, superou Domingos Vieira, pois apesar de ter ficado com a mesma pontuação final na prova (105 pontos), valeu-lhe o facto de que o critério de desempate era definido consoante a classificação final da última jornada. Domingos Vieira ocupou, desta forma, o último lugar do pódio.

Foi também apurado o atleta mais concretizador e o atleta com maiores cuidados defensivos, tendo-se observado quem tinha marcado mais pontos e sofrido menos pontos, tendo em conta o número de jogos realizados. Nesta prova, José Carlos Macedo destacou-se nos dois parâmetros, apresentando uma média de 6 pontos marcados por jogo e uma média de 1,8 pontos sofridos por jogo.

O prémio “promessa” foi atribuído a Luís Caravana, um jovem atleta de 14 anos que tem revelado um talento especial para a modalidade. Para além dos excelentes resultados obtidos que confirmam o seu valor presente e asseguram um futuro promissor, este atleta tem demonstrado perante todos uma enorme perseverança, resiliência, motivação, humildade e competitividade, aliadas a uma grande capacidade de trabalho e a uma enorme vontade de aprender.

A Domingos Vieira foi atribuído o prémio “dedicação”, reconhecimento pelo seu esforço diário, pela sua luta incessante apesar das contrariedades, pela continuidade na perseguição dos resultados de excelência, tendo por base o trabalho árduo, frequente e regular.