Adriana Gomes, avançada de 23 anos, é a mais recente contratação das Gverreiras do Minho. A internacional pelas seleções jovens portuguesas, chega ao SC Braga, proveniente do Boavista FC. A atleta apontou 15 golos na liga de futebol feminino, sendo atualmente uma das melhores marcadoras da competição. Adri, como é mais conhecida no mundo de futebol, deu-se a conhecer através de algumas declarações ao scbraga.pt.

Como vês esta oportunidade de representar o SC Braga?

– É um orgulho imenso representar o SC Braga. Este clube está a apostar forte no futebol feminino e é um grande clube, um clube com muita história. Estou muito feliz por estar a ter esta oportunidade.

Como foi o teu percurso no futebol?

– Desde pequenina que comecei a jogar futebol. Comecei no desporto escolar. Quanto tinha 9 anos surgiu a oportunidade de ingressar no Freamunde, onde estive 5 anos. Depois fui para o Boavista, onde estive 8 épocas e agora cheguei ao SC Braga.

Quando eras novinha e jogavas no desporto escolar, já diziam que jogavas melhor que muitos rapazes?

– Diziam que sim. Desde pequenina que a minha paixão é jogar futebol, fosse na rua ou na escola, o futebol é o meu maior sonho.

Vês este passo como o mais importante da tua carreira?

– Sem dúvida nenhuma. É um grande passo. O SC Braga é um clube enorme. Sinto-me orgulhosa por poder representar este clube fantástico.

Que objetivos traças para esta época no SC Braga?

– No SC Braga pensamos jogo a jogo. O meu objetivo é ajudar o clube a atingir muitas vitórias, seja com golos, com assistências ou incentivando a equipa.

Quais é que pensas que são os teus pontos fortes como jogadora?

– Sou uma atleta forte fisicamente, muito combativa, comigo não existem bolas perdidas. Penso que tenho boa qualidade técnica e adoro finalizar, seja em força ou em jeito.

Neste momento, és uma das melhores marcadoras do campeonato nacional. Ser a melhor marcadora da Liga Allianz é um sonho para ti?

– O meu maior objetivo é ajudar a equipa. Aqui tenho as condições necessárias e jogadoras fantásticas para evoluir ainda mais, que é o meu foco. Claro que tenho o desejo de fazer muitos golos com a camisola deste clube e se for uma das melhores marcadoras ainda melhor, mas o mais importante para mim é ajudar a equipa a conquistar os seus objetivos.

Como tem sido a tua adaptação à equipa? ´

– Tem sido muito positiva. Venho de uma realidade diferente. Aqui o futebol praticado é muito mais intenso, mas estou a adaptar-me bem.

Foste titular no jogo contra o Boavista FC. Estavas à espera de ter uma oportunidade como titular nestas primeiras semanas ao serviço do clube?

– Agradeço ao meu treinador por confiar em mim e me ter dado essa oportunidade. Se me trouxe para cá é porque acredita nas minhas qualidades e resta-me continuar a trabalhar para surgirem mais oportunidades como esta.

A seleção nacional está apurada para o Europeu de 2017. Ser uma das convocadas é um sonho para ti?

– Chegar à seleção é um objetivo de todas as jogadoras que vivam o futebol de forma séria e com a mesma paixão que eu vivo. Mas, neste momento, estou focada em ajudar o SC Braga, com boas exibições e depois cabe ao selecionador decidir se devo ser chamada ou não.