Quatro jogos depois – para três competições diferentes – o SC Braga regressou aos jogos no Estádio Municipal de Braga. No conforto do lar, os Gverreiros do Minho ‘serviram-se’ do incondicional apoio dos seus adeptos para regressar aos triunfos na Liga NOS, ao baterem o GD Chaves por 1-0.

A equipa orientada por José Peseiro realizou uma excelente primeira parte, chegando à área flaviense com alguma facilidade. Aos 11 minutos, Ricardo Horta teve nos pés a primeira oportunidade, mas o extremo internacional português viu Ricardo negar-lhe o golo inaugural. Dez minutos mais tarde, foi a vez de Rui Fonte estar perto do golo, mas o guardião adversário mostrou-se novamente muito seguro. A soberana ocasião de golo dos gverreiros acabaria por estar nos pés de Vukcevic. Após uma grande jogada do ataque bracarense, o montenegrino atirou com estrondo à trave da baliza flaviense.

No segundo tempo o SC Braga surgiu novamente por cima no encontro, aparecendo rápido e dinâmico na procura do golo. Após um par de boas jogadas ofensivas, os gverreiros acabaram mesmo por chegar ao golo inaugural. Dupla oportunidade na área do GD Chaves, com a muralha defensiva a intercetar dois remates com selo de golo. Contudo, a última interceção acabou por ser com o braço, o que levou o árbitro Bruno Paixão a apontar para a marca de grande penalidade. Como é hábito, Pedro Santos não tremeu e, aos 58’, colocou o SC Braga em vantagem. A vencer, a equipa orientada por José Peseiro procurou explorar as transições rápidas e não fosse algum desacerto no último passe e os gverreiros poderiam ter construído um resultado mais tranquilo.

Ficha de Jogo: Marafona, Goiano, Rosic, Velázquez, Djavan, Xeka, Vukcevic, Ricardo Horta (Wilson Eduardo, 82’), Pedro Santos (Pedro Tiba, 90’), Rui Fonte, Hassan (Alan, 68’)