A uma semana do arranque de mais uma aventura europeia, não existe em Braga quem não sinta as (des)confortáveis ‘borboletas na barriga’. O futebol atrativo – demolidor até – da equipa de Abel Ferreira entusiasma, mas agora é tempo de refrear ideias e olhar ‘com olhos de ver’ para um adversário que promete oferecer dificuldades. Embarque em mais uma viagem até à Ucrânia.

 

zoryaestadio

 

Em condições normais a nossa viagem teria como destino Lugansk, cidade onde nasceu o FC Zorya Luhansk em 1923. Contudo, a Guerra Civil no Leste da Ucrânia – que decorre desde 2014 – colocou o antigo campeão da URSS de malas e bagagens para ‘fora de casa’. E foi na dificuldade que o Zorya encontrou a estabilidade necessária para se estabelecer como uma das principais forças do futebol ucraniano e começar a despertar novamente no plano europeu.

 

zorya

 

Na peugada de Shakhtar Donetsk e Dynamo Kyiv, o Zorya viu coroada a sua consistência no campeonato com o apuramento para UEFA Europa League. E depois de duas desilusões no play-off – aos pés de Feyenoord e Legia Warszawa – o sonho de fase de grupos concretizou-se em 2016/2017. Na estreia na montra europeia o teste foi de fogo… Inserido num grupo com Manchester United, Fenerbahçe e Feyenoord não conseguiu somar qualquer vitória e escapar ao último lugar. A aventura da temporada passada trouxe maiores razões para sorrir. Batendo-se de frente com Athletic Club, Ostersunds e Hertha, o Zorya voltou a não seguir em frente. Porém, somou vitórias sobre espanhóis e alemães como ‘prémio de consolação’.

 

zorya2

 

Como é possível perceber, ao SC Braga espera um adversário forte, que sabe o que quer e que se encontra numa fase pujante da sua história. Ultrapassadas as marcas do ‘despejo forçado’ e com experiência europeia acumulada, o Zorya conta ainda com o ritmo de um campeonato que já se encontra em andamento. Disputadas que estão as três primeiras jornadas da Premier League Ucraniana, a equipa comandada por Yuriy Vernydub soma uma vitória (2-1 perante o Mariupol), uma derrota (1-0 no terreno do PFC Oleksandriya) e um empate (1-1 com o Chornomorets).

 

not-zorya3

 

A história diz-nos que adversários ucranianos são de difícil ‘digestão’ para o SC Braga. Em oito encontros disputados, os Gverreiros do Minho somam seis derrotas e dois empates. Sim, não venceram qualquer jogo… Mas têm o alento de, mesmo sem vencer, terem ultrapassado – com dois empates – uma das duas eliminatórias a duas mãos que disputou. E que boas memórias nos reserva aquela eliminatória com o Dynamo Kyiv em 2011, na caminhada até à final da UEFA Europa League. Além disso, a campanha da temporada passada mostrou-nos que esta equipa de Abel Ferreira é perita em quebrar recordes. De exemplo, a vitória na Alemanha sobre o Hoffenheim, país onde o SC Braga nunca havia vencido.